function calcularVolume() { // obter os valores inseridos pelo usuário const consumoDiario = document.getElementById("consumo-diario").value; const populacao = document.getElementById("populacao").value; // calcular o volume do reservatório em metros cúbicos const volume = consumoDiario * 1000 * 1.5 * (populacao / 1000); // exibir o resultado na tela const resultadoElemento = document.getElementById("resultado"); resultadoElemento.innerHTML = `O volume necessário do reservatório é de ${volume.toFixed(2)} metros cúbicos.`; }
top of page
  • Foto do escritorEFCT Cursos

Como dimensionar bomba de recalque de água potável

Como dimensionar bomba de recalque de água potável


Para dimensionar uma bomba de recalque de água potável, é necessário levar em consideração alguns fatores, como a vazão desejada, a altura de elevação, as perdas de carga no sistema de tubulação e a potência da bomba.


A primeira etapa é calcular a vazão desejada, que no exemplo é de 10 m3/h. Em seguida, é necessário determinar a altura de elevação, que no exemplo é de 50 metros.


A próxima etapa é calcular as perdas de carga no sistema de tubulação. Para isso, é necessário utilizar a fórmula:


ΔP = f.L.v²/2.g.d


onde:


ΔP = perda de carga (em metros de coluna d'água)

f = coeficiente de perda de carga (depende do tipo de tubulação e das condições de operação)

L = comprimento da tubulação (em metros)

v = velocidade da água na tubulação (em m/s)

g = aceleração da gravidade (9,81 m/s²)

d = diâmetro da tubulação (em metros)


Por exemplo, suponhamos que o coeficiente de perda de carga seja de 0,01, o comprimento da tubulação seja de 200 metros, a velocidade da água na tubulação seja de 1 m/s e o diâmetro da tubulação seja de 0,2 metros. Neste caso, a perda de carga seria de:


ΔP = 0,01.200.1²/2.9,81.0,2 = 0,40 metros de coluna d'água


Com a perda de carga e a altura de elevação determinadas, é possível calcular a potência da bomba necessária para o sistema. Para isso, utilizamos a fórmula:


P = Q.ΔP/η


onde:


P = potência da bomba (em kW)

Q = vazão da bomba (em m3/h)

ΔP = perda de carga (em metros de coluna d'água)

η = rendimento da bomba (em%)


Por exemplo, suponhamos que o rendimento da bomba seja de 75%. Neste caso, a potência da bomba seria de:


P = 10.50/75 = 6,66 kW


Desta forma, para uma vazão de 10 m3/h e uma altura de elevação de 50 metros, é necessária uma bomba com potência de, pelo menos, 6,66 kW para garantir o bom funcionamento do sistema de recalque de água potável. É importante lembrar que é sempre necessário utilizar bombas com potência ligeiramente superior à calculada, para garantir margem de segurança e evitar falhas no sistema.


Outro fator a ser considerado na escolha da bomba é a curva característica da bomba, que indica a vazão e a pressão que a bomba é capaz de produzir em diferentes condições de operação. É importante escolher uma bomba que tenha curva característica compatível com as necessidades do sistema, para garantir que a bomba funcione de maneira eficiente e durável.


Para garantir a qualidade da água, é importante também utilizar bombas que cumpram as normas e padrões de qualidade exigidos para o transporte de água potável. Além disso, é importante realizar a manutenção periódica da bomba, para garantir que ela continue funcionando de maneira adequada e eficiente.


Em resumo, para dimensionar uma bomba de recalque de água potável, é necessário levar em consideração a vazão desejada, a altura de elevação, as perdas de carga no sistema de tubulação e a potência da bomba. É importante utilizar fórmulas detalhadas e realizar cálculos precisos para garantir que a bomba escolhida seja adequada para o sistema e possa garantir a qualidade da água transportada


Gostou, comente, deixe sua opinião sobre o post!


Quer saber mais?


Conheça nosso curso Projetos de Instalações Prediais Hidráulicas


2.688 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Mar 07, 2023
Rated 5 out of 5 stars.

🚀

Like
bottom of page