• EFCT Cursos

Como Fazer o aproveitamento de águas pluviais: quais equipamentos necessários

Atualizado: Nov 18





Para se executar o aproveitamento de águas pluviais é necessário primeiramente coletar a água da chuva captada no telhado, sendo esta com algumas contaminações como folha, dejetos de animais, entre outras coisas, através de calhas e condutores, e devido as contaminações existentes se faz necessário passar a água por um filtro ou uma peneira grossa para tirar as sujeiras vindas do telhado.


Deve ser feito também o descarte da primeira água, cheia de impurezas (first-flush), através de um dispositivo de descarte para remoção de pequenas impurezas não retidas na peneira grossa.


Após passar pelo dispositivo de descarte First-flush, as águas são encaminhadas para um reservatório inferior, também conhecido como Cisterna, que armazenará o maior volume coletado para aproveitamento, deste reservatório é possível também se encaminhar para um reservatório superior, de menor porte, que será responsável por distribuir a água pelo imóvel.


Para que seja possível distribuir esta água pelo imóvel, se faz necessário criar um sistema de distribuição de água em paralelo ao sistema de água potável, devendo este sistema ser devidamente identificado para evitar o uso indevido desta água que não é potável, podendo até mesmo adicionar pastilhas corantes na água de reuso.


A depender do uso que vai ser dado para a água devemos implementar dispositivos com maior capacidade de tratamento da água com objetivo de não causar contaminações ou doenças nos usuários. De maneira alguma pode juntar este reservatório ao reservatório de água distribuída pela rede pública.


Os equipamentos necessários para coletar a água da chuva são:


Calhas e Condutores

Para captação das águas de chuva são necessário calhas e condutores de águas pluviais que podem ser de PVC ou metálicos

Calha: Ø Canal que recolhe a água de coberturas, terraços e similiares e a conduz a um ponto de destino

Condutores:

Horizontais: Canal ou tubulação horizontal que conduz as águas até os locais permitidos. Devem ser projetados sempre que possível, com declividade uniforme com valor mínimo de 0, 5%

Verticais: Tubulações destinadas a receber as águas das calhas e conduzi-las aos coletores horizontais. O diâmetro mínimo interno de seção circular é de 75 mm

Peneiras

Como um pré tratamento das águas captadas nos telhados dos imóveis utiliza-se peneiras ou filtro para remoção de materiais em suspensão. Elas retiram pedras, folas, madeiras, etc.


Filtro Água de Chuva – RAINUS

Além desta peneira, devemos prever também um reservatório para descarte da primeira água, conhecido como first-flush, que basicamente descarta a águas dos primeiros minutos de uma chuva, água esta que contém fuligens, poeiras e sujeiras compostas por pequenas partículas:


Fonte: sempresustentavel.com.br

Reservatórios

Após esta primeira coleta e descarte de águas com partículas, o sistema começa a encher o reservatório principal, ou cisterna, que podem estar apoiados, enterrados ou elevados. Podem ser de concreto armado, alvenaria de tijolos comuns, alvenarias de blocos armado, plástico, poliéster, etc.




Extravasor

O sistema deverá conter um extravasor (ladrão) no reservatório, para evitar que este transborde, e devera possuir um dispositivo de proteção na saída do extravasor para evitar entrada de animais pequenos.

Bombeamento

Para que a água captada e armazenada na cisterna seja levada para os pontos de consumo ou para o reservatório superior será necessário instalar um sistema de bombeamento ou pressurização, juntamente com este sistema podemos instalar um dosador automático de derivado clorado, o qual convém ser enviado a um reservatório intermediário para que haja tempo de contato mínimo de 30 min, tornando a água um pouco mais limpa através da eliminação de microrganismos.

Cabe ressaltar que este sistema básico não pode ser utilizado para consumo humano, caso seja desejado este consumo mais refinado, o profissional ou proprietário deve prever a instalação de equipamentos de tratamento aprimorado, como filtros U.V., filtros lentos de areia, filtros de carvão ativado e submeter constantemente esta água a analises de potabilidade.

Autora: Jessica Fanti

EFCT Cursos e treinamentos


Conheça nosso curso

71 visualizações

© 2019 by EFCT Cursos e Treinamentos. 

Para notícias e atualizações, assine nossa newsletter hoje

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon